Blog

Excesso de latidos: fique atento

como fazer o cachorro parar de latir

Por que meu cachorro late tanto?

Você já parou pra pensar que o simples fato de o seu cachorro latir muito pode te trazer diversos problemas (além de te dar uma bela dor de cabeça)?

O seu cachorro também está sofrendo com os latidos!

Multas no condomínio, pessoas se afastando de você na rua, brigas com outros cachorros (das quais o seu cachorro pode até sair machucado, tome cuidado!), não te deixar dormir direito, não poder assistir o jogo  sem que o seu cachorro lata para cada GOOOOOOL gritado…

A lista de malefícios pra você é infinita, mas tem uma consequência pro seu cachorro – que provavelmente é o mais importante – que não podemos deixar acontecer de jeito nenhum. O seu cachorro também está sofrendo por latir toda hora!

Você já pensou sobre isso? Seu cachorro, com certeza está incomodado. Pode não estar confortável com alguma coisa, ou tem algum problema (e por não conseguir falar, está tentando te avisar do jeito dele). Pode querer que você o dê atenção, e esse é o jeito que faz com que você dê atenção.

Ou ele ouviu algum barulho no quintal/no saguão do seu andar e está tentando te avisar que pode ser alguém. Você chega em casa muito mais tarde do que costuma chegar e ele late para te deixar claro que ele sentiu sua falta nesse tempo que você atrasou (pois é, eles sabem quando nós atrasamos, eles se acostumam com nossos horários também).

Mas porque meu cachorro late muito mais que o normal?

Os motivos pelos quais o seu cachorro late muito são inúmeros, mas na lista abaixo a gente vai te contar e explicar os mais comuns:

Latidos de Tédio:

Você deixou o seu cachorro em um quarto fechado ou em casa sozinho durante o dia inteiro sem nenhum brinquedo ou exercício. Geralmente, os cachorros que mais latem por essa razão são os que são deixados no quintal durante a noite, ou os que são deixados em casa enquanto a família inteira está fora. Os pais estão no trabalho, o filho foi para o karatê, a filha ainda está na aula de teatro e nada de alguém cuidando do peludo, né?

Os casos ainda piores acontecem quando o animal vive a vida inteira assim: sem nada para fazer. Os cachorros, como repetimos em vários posts aqui do blog, precisam de estimulação física e mental. Se o seu cachorro fica o dia inteiro sem nada pra fazer, sem passeios, exercícios, brincadeiras, ele com certeza está sofrendo. E muito!

Os cachorros que latem muito quando são deixados sozinhos sofrem, possivelmente, de algo chamado “ansiedade de separação”, um problema muito comum e cada vez mais recorrente.

Latidos Territoriais:

Pode ser o menor Chiuauazinho do mundo, mas se ele sentir que o território dele está sendo ameaçado, ele virará o maior cão de guarda do mundo! Esse comportamento é causado comumente pela chegada de outros animais em casa.

Ou quando você está passeando com ele e ele vê um outro cachorro vindo em sua direção, ou quando ele está no quintal e o cachorro do vizinho sai para fazer xixi. Até mesmo quando o inocente passarinho pousa na sua janela – pois na mente do cachorro é só dele e ninguém mais pode ficar lá. Mas também né, quem esse passarinho pensa que é para pousar na janela do seu cachorro?

Para o seu cachorro , o território dele é sagrado e se ele sentir que algo o ameaça, ele começará a latir!

Nesse caso, é provável que seu cachorro não vá latir logo de primeira. É provável que ele vá ficar em posição de alerta para, antes de se descabelar todo, procurar entender e assemelhar se o barulho ou pessoa que chegou representa ou não uma ameaça para o seu território.

A tão famosa posição de alerta é bem simples de ser percebida: ele ficará todo para frente, com o rabo ereto, com as orelhas totalmente para cima e rosnando baixo.

Latidos para ganhar atenção:

Querendo ou não, você acaba olhando ou até mesmo brigando com seu cachorro quando ele desembesta a latir, não é? Comece a perceber: quando o seu cachorro começa a latir e você não presta atenção nele, ele já vem correndo, joga um brinquedo no seu colo para você brincar com ele.

Ou fica em posição de brincadeira (inclinado para baixo com o rabo abanando), fica latindo desesperadamente te olhando, começa a correr entre as cadeiras da mesa de jantar… Isso tudo é para ter a sua atenção, afinal você passou o dia trabalhando e ele não fez nada além de te esperar para brincar.
Não se engane! Por mais fofo que isso soe, esse comportamento é extremamente desgastante e ruim tanto para o seu cachorro, quanto para você. Quando ele te olhar e latir, não dê nenhuma atenção! Ele entenderá que agindo assim não conseguirá a sua atenção.

Latidos de Alerta:

Totalmente ligado ao latido territorial, esse latido se inicia quando o cachorro sente que alguém ou algo está vindo ou causando alguma coisa que, na mente dele, não será bom. Seja por causa do carteiro, por causa do vizinho, por causa do síndico do prédio, por causa da sua sobrinha de 7 anos chegando e fazendo a maior algazarra no saguão do elevador.

Por causa do seu vizinho ter escolhido justo o horário que o seu cachorro estava na área de serviço para jogar o lixo fora e fez o “maior” (nem foi tão alto assim) barulho com a porta da escada batendo, ou por causa do cachorro da casa do lado que saiu no quintal para brincar um pouco.
Seu cachorro late muito quando tenta te alertar de algo?

Igualzinho ao latido territorial, é provável que seu cachorro não vá latir logo de primeira. É provável que ele vá ficar em posição de alerta para, antes de se descabelar todo, procurar entender e assemelhar se o barulho ou pessoa que chegou representa ou não uma ameaça.

A tão famosa posição de alerta é bem simples de ser percebida: ele ficará todo para frente, com o rabo ereto, com as orelhas totalmente para cima e rosnando bem baixo.

Latido de “oi”/Felicidade:

Parecido com o latido para ganhar atenção, seu cachorro, assim que ouvir você girando a chave na porta, sairá correndo seja lá de onde ele estiver. E logo vai começar a latir desesperadamente antes mesmo de você conseguir abrir a porta. E quando você finalmente abrir, ele latirá ainda mais alto e ficará pulando igual pipoca… Você lembrou de ontem quando chegou em casa, né? A gente também!

Latido causado somente pela presença de outro cachorro:

Esse aqui é muito comum em cachorros que quase não saem para passear e, quando saem, acabam ficando tão surpresos com tudo (e até assustados) que qualquer cachorrinho, por mais tranquilo que seja, eles já começam um escândalo digno de novela das 21h.
As vezes o seu cachorro late muito por que ele se sente amaçado somente na presença de outros cães

Geralmente é o cachorro que não tem o costume de sair muito ou que sai apenas por 10 minutos, para fazer cocô e volta logo para casa. Costuma passear cheirando o chão da calçada para conhecer cheiros e explorar, e, muitas vezes, ele acaba cheirando portões de casas que têm cachorros também.

E os cachorros dessas casas podem até ser tranquilos, mas podem também não ser, e se atiram no portão. O que, além de assustar você e seu cachorro, começa uma briga de latidos entre eles.

Latido de Medo:

Cachorros, por mais valentes que aparentemente pareçam, têm medo de muitas coisas, algumas até meio difíceis de acreditarmos (os meus, por exemplo, têm medo de espelhos, vai entender né?!). O seu pode ter medo de objetos que você também nem imagina que estão lhe causando medo.

Como por exemplo pessoas ou outros cachorros com os quais você pode estar tentando fazer com que ele se aproxime, brinquedos novos muito grandes ou pesados, barulhos altos (trovões, fogos de artifício – por isso, procure não deixá-lo sozinho no Ano Novo ou em épocas muito comemorativas).
O seu cachorro late muito pois ele está com medo e está procurando se defender.

Quando seu cachorro está com muito medo, a ponto de latir, ele estará com o corpo em uma posição muito típica, a “posição de medo”. A tão famosa posição de medo é bem simples de ser percebida: ele ficará todo recolhido, com o rabo para baixo, pode até estar entre as pernas e com as orelhas para trás.

Latido para alertar problemas de saúde:

É muito comum cachorros surdos latirem mais, pois eles não conseguem se ouvir latir. Então na mente deles, eles não estão fazendo barulho algum. É muito comum também, que alguns cachorros tentem avisar seus donos quando estão com alguma dor ou quando estão com algum desconforto, afinal eles não sabem falar, né?

 

Independente do motivo, o latido é sempre um sinal de algo, sendo uma das maiores ferramentas de comunicação do nosso cãozinho com a gente! Fique atento e não ignore estes sinais.

 

Fonte: Pet Anjo| Imagem: Google Images